sábado, 15 de março de 2014

ÍNDICE DE ROUBOS AUMENTAM 130% EM DUQUE DE CAXIAS


A morte de mais um Policial Militar ocorrida na madrugada de hoje na Rodovia Whashington Luis, em Duque de Caxias durante uma tentativa de roubo de caixa eletrônico expôe de forma trágica o que vem passando os moradores desta cidade, que mais uma vez sofre com o absurdo aumento da criminalidade.

Somente esta semana foram dois os Policiais mortos em Duque de Caxias.  No último final de semana, o soldado Titus Lucius Bessa de Farias, de 31 anos, foi assassinado a tiros no Parque Duque ao ser identificado por bandidos durante um assalto.  Ontem mais um policial teria sido vítima de bandidos na cidade. O cabo da PM Alexandre da Costa Pereira, de 35 anos,foi morto a tiros quando tentava evitar um roubo na Washington Luis.

Segundo números do ISP - Instituto de Segurança Pública somente em janeiro deste ano (2014) o aumento do índice de roubo a transeunte foi de cerca de 130% se comparado ao mesmo período de 2012 e 2013 em Caxias.  Foram 677 casos em janeiro deste ano, contra 293 e 419 casos em 2012 e 2013 respectivamente.  No índice de roubo de veículos o aumento também foi significativo, na casa de 62%.  Em janeiro e 2014 foram 344 casos, contra 213 em 2012 e 250 casos em 2013.

Comparando o índice de roubo em geral na cidade o aumento é simplesmente assustador.  Em janeiro de 2012, foram 712 casos de roubos em Duque de Caxias e seguindo a tendência de aumento, em janeiro de 2013 foram 800 ocorrências.. E em janeiro deste ano (2014) confirmando a ineficácia das ações de Segurança Pública na cidade, foram cerca de 1242 casos, com um aumento de cerca de 75% comparando com os últimos anos.

É um verdadeiro descaso o que vem acontecendo na cidade, com vários índices de criminalidade aumentando gradativamente .  Não adianta alardear o aumento da sensação de segurança devido a implantação da primeira UPP da Baixada Fluminense, instalada a mais ou menos um mês no Complexo da Mangueirinha de Caxias, se ações inteligentes e eficientes não forem colocadas em prática na cidade.

Com a palavra, as autoridades competentes.. e seus tomadores de decisão na cidade.




















Confira os dados no site oficial do ISP:
http://www.isp.rj.gov.br/Conteudo.asp?ident=150








Policial Militar morre em confronto com bandidos na Washington Luis

Cristiane Cardoso Do G1 Rio
Alexandre da Costa Pereira, de 35 anos, foi atingido por suspeitos. Um policial militar morreu em uma tentativa de assalto na Rodovia Washington Luís, na Altura de Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, na madrugada deste sábado (15). Segundo informações do 15º Batalhão da Polícia Militar (Duque de Caxias), cerca de oito homens tentavam arrombar um caixa eletrônico com um maçarico quando foram abordados pela PM em torno de 01h30. Ainda de acordo com o batalhão, os suspeitos atiraram contra o cabo Alexandre da Costa Pereira, de 35 anos, que chegou a ser levado para o Hospital de Clínicas Saracuruna, também em Duque de Caxias. O batalhão não informou se houve troca de tiros e se algum suspeito ficou ferido. Policiais do 15º BPM informaram também que o policial estava havia cerca de oito anos na corporação. O caso foi registrado na 62º DP (Imbariê) e encaminhado para a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

segunda-feira, 10 de março de 2014

POLICIAL MILITAR DA UPP DO CAJU É ASSASSINADO EM DUQUE DE CAXIAS



Titus Lucius Bessa de Farias, de 31 anos, levou um tiro na cabeça depois que os assaltantes o identificaram como policial.

O soldado Titus Lucius Bessa de Farias, de 31 anos, que era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora do Caju, será enterrado nesta segunda-feira, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, às 15h30. O velório começará às 11h. O soldado morreu ao ser identificado por bandidos como policial durante um assalto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O PM era morador de Caxias e foi abordado pelo grupo que assaltava vários veículos na  Rua Silva Fernandes, no bairro Parque Duque. Titus ainda tentou esconder a pistola que carregava, mas os criminosos a encontraram e atiraram duas vezes na sua cabeça. O policial estava há menos de três anos na corporação. Titus é o 17º policial assassinado somente este ano no estado do Rio. Outro caso recente de morte foi do soldado Rodrigo de Souza Paes Leme, de 33 anos, lotado na UPP de Nova Brasília, no Complexo do Alemão, Zona Norte da capital, morto na noite da última quinta-feira. Ele e outros sete colegas foram encurralados por traficantes. 

DUQUE DE CAXIAS, "CIDADE ONDE AS GALINHAS CISCAM PRA FRENTE.."


  
A primeira Delegacia do Município
Foto: Reprodução

Em tom jocoso, o apresentador do programa “Patrulha da Cidade”, Samuel Correia, se referia a Duque de Caxias, um dos mais violentos municípios da Baixada na década de 50, como “A terra onde a galinha cisca pra frente”.

Caxias e o Esquadrão da Morte

Antonio Pacot era um caxiense que se tornou um cidadão do mundo e muito respeitado entre anunciantes e agências de publicidade. Um dos fundadores do Teatro Municipal Armando Melo, ele foi preso, juntamente com o ator Edgar de Souza e o teatrólogo Laís Costa Velho, quando tentava encenar uma peça no extinto Teatro do SESI.

O texto era uma sátira à situação vivida pelo município diante do noticiário policial dos jornais sensacionalistas do Rio, como “Luta Democrática”, “A Notícia” e “Ultima Hora”. A peça, que continua inédita até hoje, era intitulada“FESTIVAL DE DEFUNTOS”.

Aproveitando o seu bom relacionamento na mídia, Pacot conseguiu produzir um grande impacto, pois jornais e revistas, e até mesmo as emissoras de rádio, começaram a anunciar que, em breve, haveria um Festival de Defuntos em Caxias! O noticiario partia da junção do nome da peça com a cidade em que seria apresentada, resultando numa manchete que a todos atraía. Afinal, pela primeira vez na história da imprensa mundial, estava sendo anunciada a realização de um festival de defuntos e numa cidade onde “AS GALINHAS CISCAVAM PRA FRENTE”, como era o bordão do radialista Samuel Correia no programa “Radio Patrulha”, na Rádio Tupi, sempre que se referia a um noticiário policial tendo Duque de Caxias como palco.

A imagem da cidade como “TERRA DE NINGUÉM”, que começara na década de 50 em torno do mito Tenório Cavalcante e a sua não menos famosa “Lurdinha”, prosseguiu nos anos 60, com o assalto ao trem pagador da Central do Brasil, ocorrido em 14 de junho de 1960, próximo á estação de Japeri, na Baixada Fluminense.
Detetive Perpétuo à esquerda / Foto: Reprodução

Para investigar o rumoroso caso, dada a quantia roubada, cerca de 20 milhões de cruzeiros (moeda de época), a Secretaria de Segurança do antigo Estado do Rio designou o experiente Delegado Amyl Ney Richaid, titular da Delegacia de Duque de Caxias. Os criminosos só foram identificados no ano seguinte, graças à atuação do Detetive Perpétuo de Freitas, cedido pelo Governo do Estado da Guanabara para auxiliar nas investigações. Graças a Perpétuo – que era respeitado pelos bandidos, pois tinha por lema respeitar o preso, isto é, ele não “escrachava” quem se entregasse. – a polícia localizou o chefe do bando, apelidado de “Tião Medonho”, em Olaria, de onde foi levado, preso, para a Casa de Saúde Santo Antonio, em Duque de Caxias, aonde veio a falecer uma semana depois em conseqüência de um tiro que levada numa emboscada preparada pelo delegado sob a ponte de Coelho Neto.

Em função do desfecho do caso, o delegado Amyl acabou se elegendo deputado estadual, levando consigo seu principal X-9, Armando Belo de França, que se elegeu vereador em Duque de Caxias.

Ainda na década de 60, Duque de Caxias continuou a freqüentar as páginas policiais devido à ação do “Esquadrão da Morte”, um grupo de policiais que matava os bandidos que eles entendiam como irrecuperáveis. Com muitos tiros, os corpos eram deixados com um cartaz e os dizeres “Esse não mata/rouba/estupra mais”.

E o “Festival de Defuntos” iria abordar os crimes do “Esquadrão da Morte” e, talvez ou principalmente por este motivo, foi proibido pela Polícia e Antonio Pacot levado para a 59ª DP/Caxias em companhia do ator Edgar de Souza e do teatrólogo e diretor de teatro Laís Costa Velho.

Fontes:
- BLOG DÉCADA DE 50 – http://decadade50.blogspot.com/2006/09/o-assalto-ao-trem-pagador-da-central.html
- http://www.jorgedasilva.blog.br/?p=1432
- http://pedacosdanossahistoria.blogspot.com/2009/03/pedacos-da-historia-de-duque-de-caxias.html

domingo, 9 de março de 2014

QUADRILHA USA CHUPA CABRAS PARA ROUBAR DINHEIRO DE APOSENTADOS EM CAXIAS

Uma quadrilha especializada em instalação dos chamados "chupa cabras" em terminais de caixas eletrônicos teria feito dezenas de vítimas esta semana em Duque de Caxias. Somente no último final de semana de carnaval uma enchurrada de vítimas foram surpreendidas ao verem o seu parco dinheirinho suado literalmente sumir de suas contas ao tentarem sacar seu dinheiro em um grande banco no Centro de Duque de Caxias.

Trabalhadores, aposentados.. Todos, sem distinção foram vítimas desta mesma quadrilha de estelionatários.  Que não tiveram pena e não mediram as consequências de suas ações nas vidas destas pessoas simples da Baixada Fluminense. É o pão de cada dia que esta em jogo.  Não são fortunas, centenas de milhões de Reais que estão em jogo. São mil Reais, 600, 800, é o salário pobre e parco, que nunca consegue chegar ao final do mês. E que desta vez simplesmente desapareceu da conta dessas pessoas. Uma verdadeira covardia com a população, que além de todas as dificuldades de todos os meses para sobreviver com tão pouco dinheiro, terão agora mais essa dificuldade em provar não terem feito os saques de suas contas que esses desalmados fizeram.

Aos diretores da instituição financeira, cabe medidas que visem maior segurança aos seus clientes da Baixada Fluminense, já tão sofridos em seu dia a dia.


Dicas de segurança do editor:

  • Ao usar caixas eletrônicos, verifiquem atentamente se não há aspectos fora do normal no terminal;
  • Ao encaixar o cartão no leitor magnético, certifique-se se o mesmo não é um terminal falso. Normalmente o chupa cabras é instalado em cima do leitor original, colado ou somente encaixado sobre o original.
  • Atente para micro câmeras instaladas no terminal. Elas são das mais variadas formas e são peças imprescindíveis aos estelionatários. Pois ao clonar o seu cartão com o leitor falso, eles precisam da sua senha para utilizar o novo cartão que será criado a partir do seu.
  • Tente dificultar uma possível filmagem ao teclar a sua senha no teclado. Pois mesmo se vc não tiver percebido a micro câmera no equipamento, eles terão dificuldade em saber a senha que vc acabou de digitar.
  • Não aceite a ajuda de estranhos;
  • Nao dê o seu cartão nas mãos de estranhos dentro da agencia;
  • Desconfiando do equipamento, não tenha dúvidas, Não o use..
  • Lembre-se, eles não terão pena de sacar o seu dinheiro, mesmo tendo tão pouco na sua conta. 

ATENTE PARA ALGUMAS FRAUDES UTILIZADAS..

MICROCÂMERA



LEITOR MAGNÉTICO FALSO




sábado, 8 de março de 2014

BANDIDOS CONTINUAM ATERRORIZANDO MORADORES DO GRAMACHO E BAIRROS PRÓXIMOS



 MAPA DOS ASSALTOS NO GRAMACHO

A falta de policiamento pode estar causando o aumento de roubo durante a madrugada em Duque de Caxias. Diversos moradores do bairro Gramacho e outros próximos, como Olavo Bilac e Dr. Laureano tem sido vítimas de bando de ladrões que agem, principalmente no final da madrugada por volta das 5h da manhã quando a grande maioria dos trabalhadores saem de suas casas em direção aos seus trabalhos. 

Na madrugada da última quinta feira (06 Março) elementos amados atacaram moradores da localidade próximos a estação de trem do Gramacho.  Uma mulher teria sido vítima na passagem de nível daquela estação por volta das 5h30, quando fora obrigada a sair do veiculo quando diminuiu a velocidade ao passar sobre a linha férrea.  Não muito longe dali, na Rua dos Andradas, também no Gramacho, já chegando no bairro Dr. Laureano, outra pessoa foi vítima do que parece ser o mesmo bando. Quando três elementos em um Peugeot teriam abordado um morador que saia para trabalhar por volta das 5h30. A menos de 100 metros Dalí, na Rua Adelaide Mut de Jesus, uma mulher teria sido vítima do bando, quando os elementos do mesmo veiculo, um Peugeot cinza a teria abordado no ponto do ônibus por volta do mesmo horário de madrugada.   Em todas as abordagens as vítimas falam de um menor de idade que atua junto ao bando de ladrões de madrugada naquela área.

No dia anterior, na madrugada de quarta feira outra pessoa teria sido vítima de roubo próximo a estação de trem.  O assalto teria ocorrido na Av. Presidente Kenedy por volta das 3h30 da manha, quando um elemento, aparentando ser menor de idade, armado teria assaltado um senhor em frente aquela estação. 

Cabe agora ao Comando do 15BPM intensificar o patrulhamento naquela área durante a madrugada, visando dar mais segurança aos trabalhadores que são obrigados a saírem de casa muito cedo, colocando em risco a sua segurança.  A presença de um menor de idade no bando complica ainda mais a situação.  Pois a falta de experiência e tranqüilidade pode fazer com que alguém seja morto por esses elementos numa ação desastrada desse menor armado e perigoso. 

segunda-feira, 3 de março de 2014

A CASA CAIU.. ESTUPRADOR DE CAXIAS É PRESO APÓS DENUNCIA ANÔNIMA

Após denúncia anônima, policiais da 59ª DP (Duque de Caxias) prenderam, na tarde desta sexta-feira, Igor Areias Soares, conhecido como Pedalinho, na Praia de Mauá, em Magé. As informações foram repassadas ao Disque Denúncia, que prontamente repassou aos Policiais de Duque de Caxias que efetuaram a prisão deste monstro que teria atacado várias mulheres em Duque de Caxias..

Parabens cidadão, por acreditar..
É asim que se faz..

Postagens populares