Caxias Notícias Online

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

DOIS PRESOS NA FAVELA DO MARIANTE EM PARADA ANGELICA

Dois vagabundos rodaram nas mãos da Poliçada do 15BPM na última quinta feira (13/11). Com os elementos os Policiais apreenderam duas pistolas, uma calibre 380 e outra 9mm.

Os elementos ainda tentaram empreender fuga disparando contra os Policias, mas não obtivram êxito, sendo baleados após rápida troca de tiros. Os elemetos foram socorridos pela guarnição para o hospital de Saracuruna, em Caxias.

POLICIA PRENDE QUATRO TRAFICANTES E APREENDE DOIS FUZIS NO BEIRA MAR

Policiais Militares do 15 BPM prenderam quatro elementos na favela Beira Mar, em Duque de Caxias, na tarde da última sexta feira 17/11. A prisão se deu após uma rápida troca de tiros entre vários elementos e uma guarnição do 15BPM, que teria entrado na favela com a finalidade de coibir o tráfico de drogas no loca.

Com os elementos foram apreendidos dois fuzis, um HK G3, calibre 7,62 e um MD3, calibre 556, duas pistolas calibre 9mm e um rádio transmissor. Os elementos detidos, assim como todo o material apreendido foi levado para a 61DP.

Parabens ao excelente trabalho a todos os Policiais envolvidos na ocorrencia.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

BOLA - CHEFE DO TRÁFICO DA FAVELA DA MANGUEIRINHA É PRESO POR POLICIAIS DA UPP NA COMUNIDADE



Policiais Militares da UPP da Mangueirinha em Duque de Caxias prenderam no último dia 17 de outubro o chefe do trafico de drogas do local Leandro de Oliveira Rafael, de 32 anos, conhecido como BOLA.  O bandido estaria escondido na Favela da Vila Ideal e teria sido detido por Policiais da UPP quando teria ido visitar a sogra na Rua Bahia, no interior da Favela da Mangueirinha.  

Contra BOLA existem vários mandados de prisão em aberto, inclusive por tráfico internacional de drogas expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal, o traficante era procurado pela Polícia Federal e agora vai passar agora um bom tempo atras das grades. 

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

VAGABUNDOS ROUBAM VÁRIAS ESCOLAS E DEIXAM ALUNOS SEM AULA EM DUQUE DE CAXIAS



Uma onda de assaltos em escolas de Duque de Caxias tem deixado centenas de alunos sem algumas aulas no município. As Escolas Marie Curie, na Chácara Arcampo, e o Ciep Municipalizado Henrique de Souza Filho (Henfil), no Parque Paulista foram os últimos alvos dos criminosos, que atacam geralmente a noite e de madrugada.  Nos últimos ataques foram furtados computadores, televisores, aparelhos de som, ar-condicionado e até merenda, por mais incrível que pareça.

O último caso aconteceu no dia 1º de outubro no Ciep. Os vagabundos levaram vários equipamentos, deixando cerca de 800 alunos sem acesso às salas de informática e de vídeo. A escola perdeu 11 computadores avaliados em R$ 11 mil, 11 estabilizadores, duas caixas amplificadas, um retroprojetor, um aparelho de DVD, um microondas, três aparelhos de CD, dois de ar-condicionado e um frigobar. O prejuízo foi calculado em aproximadamente R$ 18 mil. O crime teria sido registrado na 62ª DP (Imbariê). 

Mapa dos ataques ás escolas em Duque de Caxias


A unidade já foi vítima dos bandidos outras vezes: o primeiro em dezembro de 2013 e depois em fevereiro, abril, agosto e outubro. O clima de tensão entre os professores de outras unidades também aumentou depois de terça-feira, quando uma professora sofreu um sequestro relâmpago, após sair de escola em Xerém. O caso também foi registrado na 60ª DP (Campos Elíseos). 

Na escola vizinha Marie Curie, na Chácara Arcampo, onde há cerca de 500 alunos, a situação também é desesperadora. Houve dez assaltos em praticamente um ano (de junho de 2013 a setembro de 2014). Segundo professores da unidade, 18 computadores foram roubados. “Já levaram até panelas de pressão, merenda escolar, carnes, além de cafeteiras e uma TV doada por professores. Só não levaram os livros” contou uma educadora que não se identificou por temer ataques no entorno da unidade. 

Uma dona-de-casa de 36 anos afirmou que por muitas vezes deixou de levar a filha de 11 anos à escola devido à insegurança. “Ela ficou sem ir ao curso de informática por falta de computadores”, acrescentou, criticando a insegurança no local. Segundo moradores, os vagabundos estariam agindo na localidade em bicicletas ou a pé mesmo.




Vereadora sugere vigias e instalação de câmeras 

A vereadora Fátima Pereira, a Fatinha, que denunciou a onda de assaltos nas escolas, vai exigir que medidas sejam tomadas pela Secretaria de Educação. “É preciso colocar vigias noturnos e câmeras nas escolas, pois os alunos e professores não podem ser prejudicados. Os computadores precisam ser repostos imediatamente”, cobrou. 

A Secretaria de Educação de Duque de Caxias garantiu que os computadores roubados nas duas escolas estarão instalados em cerca de 15 dias. Quanto ao restante dos equipamentos levados, a prefeitura está preparando a licitação para a aquisição dos produtos. Sobre a contratação de vigia noturno, a secretaria afirma que já contratou estes profissionais para as duas escolas da rede. 
A assessoria da PM disse, em nota, que 15° BPM (Caxias) atua em parceria com a Polícia Civil e realiza constantemente operações na região. Mas, a PM pede que moradores denunciem os crimes ao Disque-Denúncia (2253-1177).

domingo, 19 de outubro de 2014

CAMPANHA TENTA RESGATAR IMAGEM FURTADA DE NOSSA SENHORA DO PILAR, EM CAXIAS


Uma campanha visando a restauração da Igreja Matriz de Nossa Senha do Pilar em Duque de Caxias foi dada início recentemente pela Prefeitura do município, em ação conjunta com a Diocese e o IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. 

A obra, orçada em cerca de R$480 Mil terá a duração de um ano e prevê a recuperação do local e contará também com a participação da iniciativa privada. 

Contudo a menina dos olhos do projeto é o encontro da imagem de Nossa Senhora do Pilar que teria sido furtada do local em 2001. A imagem provavelmente pode ter sido vendida a algum colecionador não identificado naquela época e teria desaparecido desde então.. 

Se você conhece alguém que possa ter adquirido tal imagem.. Se já a viu em alguma residência ou bazar. Ligue para o Disque denúncia e informe a localização da imagem. Ajudando a cidade de Duque de Caxias a realizar esse antigo sonho de recuperar o seu patrimônio.



Se você viu essa imagem em algum lugar, ajude a encontrar:


quarta-feira, 15 de outubro de 2014

NOVA CHACINA NA BAIXADA DEIXA CINCO JOVENS MORTOS EM CAXIAS

video
Assista a reportagem


Cinco jovens com idades entre 12 e 18 anos foram assassinados a tiros por homens encapuzados, na noite desta segunda-feira no Parque Paulista, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Um menino de 12 anos foi baleado no abdômen e está internado no Hospital de Saracuruna, na cidade. Revoltados, moradores e amigos das vítimas interditaram um trecho da Rio-Magé. Um carro que seria roubado e estava abandonado às margens da rodovia foi incendiado. Dois ônibus foram apedrejados.




Segundo moradores pelo menos 20 tiros foram disparados por volta das 20h40. Segundo um amigo das vítimas, como de costume um grupo de pelo menos sete amigos estava reunido conversando na esquina das ruas 36 e 22. Cinco homens armados com roupas camufladas, a bordo de uma Fiat Uno branca e de um Corsa preto abordaram os rapazes. Após agredir o grupo os criminosos fizeram vários disparos fugindo em seguida.

No local morreram Denis Alberto de Jesus e um jovem identificado apenas como Paulinho, ambos de 18, e um menor de 14 identificado como Roni. Após a fuga dos assassinos, moradores socorreram Tiago e Rafael, ambos de 15 anos, e Daniel Souza da Silva, 12, para o Hospital de Saracuruna. Os dois primeiros não resistiram aos ferimentos e morreram. Daniel levou um tiro no abdômen. Ele foi operado e está internado na unidade. O sétimo jovem conseguiu fugir, mas foi alcançado pelos criminosos. Ele só não foi morto porque a arma do assassino falhou.


Ainda de acordo com amigos, Denis voltava do colégio. Ele e Paulinho faziam serviços esporádicos como ajudante de obras. Revoltados, os moradores fecharam o Km 139 da Rio-Magé, no acesso ao bairro. Dois ônibus foram atacados com pedras. Um jovem afirmou que o carro que foi incendiado era roubado e estava abandonado no local. Policias do 15º BPM (Duque de Caxias) foram ao local e dispersaram o grupo. Moradores denunciaram que ao chegar ao local do crime, eles dispararam contra quem estava no local.

"Fechamos a rodovia para chamar a atenção para a morte de nosso amigos, senão nada seria feito", disse um rapaz de 17 anos. É um escândalo a ausência da PM no Parque Paulista. Aqui não passa uma viatura durante o dia. Comerciantes são assaltados e já houve várias tentativas de estupro", denunciou uma jovem.

Parente diz que grupo voltava para casa após futebol
Moradores do Parque Paulista protestaram de forma pacífico pela morte dos jovens. Eles se reuniram na esquina das ruas 36 com a 22 com cartazes pedindo o fim da violência na região. Segundo eles, as mortes foram uma "covardia".
"Eles passaram atirando por volta de 20h30 da noite. Foi uma covardia, poderia ter sido qualquer um de nós. Eram crianças que estavam voltando para casa depois do futebol", explicou a cunhada de Roni Azevedo dos Santos, uma das vítimas, que preferiu não se identificar.



Mais de cinco horas após o crime, policiais da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) ainda não tinham chegado ao local para realizar a perícia e assumir as investigações.

Fontes: 




segunda-feira, 29 de setembro de 2014

CRIANÇAS APRENDEM A PRESERVAR A NATUREZA NA FAVELA DA MANGUEIRINHA EM CAXIAS


Um grupo de 40 crianças teve uma manhã de educação ambiental na base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Mangueirinha, em Duque de Caxias, nesta sexta-feira, 26 de setembro. Elas assistiram a uma oficina de reciclagem de garrafas pet e fizeram o plantio de 110 mudas de árvores em uma área de preservação devastada no topo do morro.

​A iniciativa é voltada para a conscientização ambiental de crianças como as da Escola Municipal Hermínia Caldas da Silva, situada na região atendida pela UPP. O evento também fecha as atividades do Dia da Árvore, comemorado no último domingo.
A primeira muda foi plantada por Gabrielly Alves, 10 anos, Andressa Silva de Morais, 11 anos, e Fabiano Silva de Sousa, 10 anos. "Minha avó sempre me chama para plantar na casa dela, porque minha mãe é boa e a árvore cresce rápido. Então acho que essa vai ficar grandona", brincou Gabrielly.
Essas crianças mantém relacionamento estreito com a UPP Mangueirinha. Elas já passaram pelas aulas do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), ministradas pela soldado Tatiana Marques, que também organizou o evento ambiental. "A gente percebe que as crianças mudaram de comportamento com o tempo e isso faz nosso esforço valer a pena. Elas estão no quinto ano e em breve sairão desta escola, mas com certeza levarão lições para toda a vida", disse.

Além do plantio, as crianças fizeram uma oficina de reciclagem na qual montaram um cata-treco com garrafas pet. A professora de artesanato Valeria Cristina explicou que o objetivo não é só ensinar arte, mas estimular a criatividade e a auto-confiança. "Eles veem que podem aproveitar os recursos que têm no ambiente onde vivem". As crianças ainda tiveram a oportunidade de ver e tocar em uma serpente, manejada pelo biólogo Rodrigo Salles.
Comandante da UPP Mangueirinha, o capitão Bruno Leite ressaltou que o trabalho na área da conscientização de crianças ajuda na aproximação com a comunidade. "Trouxemos os alunos de uma escola para terem uma atividade recreativa e educativa ao mesmo tempo. E ainda aproveitamos para arborizar uma área que carece de plantas e sofre com o forte calor", afirmou.

Gostou? Compartilhe a postagem..

Postagens populares